Informação, Tecnologia e Qualidade a Serviço do Criador.

O portal feito para você e seu pássaro!

(19) 3873-4161 / (19)3903-2065 / (11)97110-0585

vendas@amgercal.com.br

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
  |    |   São Paulo - SP 

Raça Espanhola

 


RAA_ESPANHOLA

José Luiz de Castro Silva Juiz OBJO/FOB – OMJ/COM

I-Introdução

Esta raça de canários de forma de penas lisas é uma das poucas raças que não se assemelham a qualquer outra existente.111111111111111111111111 Seu histórico, descrição das características ideais, tabela de julgamento, comentários e resumo técnico, inclusive com ótimas fotografias acham-se muito bem representados nas páginas 107 a 110 de nosso Manual de Julgamento de Canários de Porte edição 2010. Apesar de ter sido aprovada pela COM HN em 1976, esta muito difundida no Brasil e é criada em larga escala, sendo uma das raças em que os pássaros são julgados em classes separadas pela cor de fundo e relação melaninas-lipocromo. Sendo uma das raças consideradas pequenas, o tamanho é o item mais importante da tabela valendo 25% do total de pontos junto com forma do dorso e do peito.

II - Diminuir o tamanho, tarefa não muito fácil

A Raça Espanhola apesar de estar sendo usada por alguns criadores em mestiçagens com outras para reduzir o tamanho, em si, como raça é muito estável e não tem sofrido mestiçagens que possam alterar suas características fundamentais. Controlar o tamanho dentro do padrão, em torno dos 11,5 (onze e meio) centímetros não é tarefa fácil, pois há uma tendência natural de crescimento do tamanho quando não há um controle rígido dos acasalamentos.

Os pássaros nevados, principalmente após o primeiro ano, normalmente, ultrapassam os 12,5 (dose e meio) centímetros do padrão.

Como todas as raças pequenas são pássaros para serem expostos em concursos antes da primeira grande muda que caracteriza a maioridade. Vários expedientes são usados pelos criadores para produzir filhotes com tamanho dentro do padrão, logicamente respeitadas todas as outras características da raça.

Ill-Algumas artimanhas

1o - Utilizar sempre as fêmeas de menor tamanho.

A experiência de muitos anos tem mostrado que mais de 70% dos filhotes de fêmeas pequenas são também de tamanho pequeno. 2o - Utilizar machos do menor tamanho possível, pois como regras gerais são sempre maiores que as fêmeas. Esta seleção dos machos deve ser feita na época das exposições, pois após a maioridade sempre crescem. 3o - Jamais utilizar pássaros de cauda muito longa. Esta característica é transmitida facilmente aos filhotes e uma cauda por demais longa quebra toda a harmonia do conjunto, principalmente nos pássaros de corpo pequeno. É preciso também um cuidado especial com a cauda dos filhotes. Penas quebradas e arrancadas, penas que são tiradas por acidente ou debicagem sempre nascem com quase 1 (um) centímetro a mais, principalmente as guias e irão quebrar o equilíbrio do conjunto. 4o - Utilizar o acasalamento entre intensos de vez em quando para produzir penas mais estreitas e diminuir o contorno aparente do pássaro.

Por exemplo, quem possui seis casais, faça um de dois intensos, sem porém, utilizar esses filhotes intensos com outros intensos para não produzir pássaros com penas muito estreitas que deixem zonas implumes, principalmente em torno dos olhos. 5o - Nunca utilizar acasalamento entre dois nevados.

Isto nos leva a pássaros aparentemente, mais robustos e sempre no limite ou acima do tamanho padrão, já como filhotes.

6o - Os pássaros ideais para nossos concursos são as fêmeas, normalmente são menores e se intensas de tamanho reduzido.

7o - Quanto mais novos melhores para concursos.

Os pássaros nascidos no início da temporada, certamente, à época das exposições estarão com maior tamanho que os seus irmãos que nasceram no final da temporada.

0 ideal é apresentar pássaros que tenham terminado a chamada "muda de ninho" o mais próximo possível da época das exposições.

8o - O fator canela por sua estrutura de pena torna normalmente os pássaros mais compactos, assim como, a utilização da cor de fundo branca.

Utilizar sempre os brancos com nevados curtos ou nevados filhos de dois intensos. 0 fator canela produz plumagem menor e mais compacta e quando utilizado judiciosamente, muito auxilia na redução do contorno aparente.

IV-Conclusão

Face ao anteriormente exposto pode-se concluir que entre dois pássaros de características idênticas o menor sempre será mais bem pontuado. Como em nossos concursos ainda não há classes separadas para machos e fêmeas estas últimas serão sempre os pássaros ideais para as exposições como acontece com todas as raças de tamanho pequeno. É preciso, porém, não esquecer que o tamanho por si só não faz um campeão e não podemos esquecer que para ser, o pássaro além de ser pequeno precisa apresentar em grau elevado todas as outras características que definem esta pequena e vivaz raça denominada espanhola.


 


Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

2017© Amgercal Indústria e Comércio Ltda.
Fábrica e Escritório Central:
RUA PADRE FRANCISCO ABREU SAMPAIO, 33
Chácara Bela Vista - Sumaré - SP - cep: 13175-560
Tel: (19) 3873-4161 / (19) 3803-2065 / (11) 97110-0585 Whatsapp
E-mail: vendas@amgercal.com.br
Site e Publicidade: Artware