Informação, Tecnologia e Qualidade a Serviço do Criador.

O portal feito para você e seu pássaro!

(19) 3873-4161 / (19)3903-2065 / (11)97110-0585

vendas@amgercal.com.br

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
  |    |   São Paulo - SP 

Por que os Pássaros Cantam

passaros_cantamEdson Ramos de Siqueira – Prof. de Etologia do Programa de Pós – Graduação da Faculdade de MedicinaVeterinária e Zootecnia da UNESP, campus de Botucatu. Canaricultor.

A etologia é uma ciência relativamente jovem, que trata do estudo do comportamento animal. Seus fundadoresIMAGEEM foram: o holandês Nikolaas Tinbergen (1907 - 1988) e os austríacos Konrad Zacharias Lorenz (1903 - 1989) e Karl Ritter von Frisch (1886 - 1982); ganhadores do Premio Nobel de Fisiologia/Medicina de 1973, pelos estudos que desenvolveram acerca do comportamento dos animais. Há que se ressaltar, que uma das linhas de estudos deles, foi a evolução do comportamento através do processo de seleção natural. Consequentemente, os resultados das pesquisas de Charles Darwin foram muito importantes na construção das bases da nova ciência. Vale lembrar que, em 24 de novembro de 1859, Darwin agitou o mundo científico e religioso, com a publicação do livro "A Origem das Espécies", tendo a primeira edição se esgotado já no dia do lançamento. Todos os subsídios que lhe permitiram desenvolver suas teorias foram colhidos ao longo de ànco anos ininterruptos de viagem ao redor do mundo (entre 1831 e 1836), a bordo do navio inglês de pesquisas científicas H. M. S. Beagle. Vinte e três anos após sua chegada, foram publicados os fundamentos da revolucionária Teoria da Evolução, que se contrapôs à tradicional Teoria Criacionista, tendo gerado uma imensa polémica que se arrasta até a atualidade; não no meio científico, mas na esfera religiosa.

Darwin afirmou que cada espécie animal possui padrões comportamentais específicos, da mesma forma que suas peculiaridades anatómicas. Lorenz, Tinbergen e Karl von Frisch aprofundaram seus estudos nesta direção. Estabeleceram uma linha metodológica central, que consistia, primeiramente, em observar os animais na natureza e descrever o comportamento. Posteriormente, far-se-ia uma análise que poderia envolver quatro questões: a causa de determinado padrão comportamental, estudando-se os estímulos externos desencadeadores dele, e os mecanismos motivacionais internos; a ontogênese, ou seja, como aquele comportamento se desenvolve e se altera desde o feto até a maturidade do animal; a filogênese, que significa como certo padrão comportamental se desenvolveu desde a origem e ao longo da evolução da espécie em estudo; e a função, que busca entender as vantagens que um certo comportamento representa ao animal sob o ponto de vista da seleção natural, e como pode afetar as chances de sobrevivência e de reprodução.

Após estas considerações iniciais, farei agora uma abordagem prática a respeito da análise da função de um comportamento clássico de nossos canários, que se estende a tantos outros pássaros.

Por que os pássaros cantam

Se a resposta fosse a elevação da temperatura do ar, ou dos níveis de hormônios sexuais na corrente sanguínea dos machos, com a chegada da primavera, tratar-se-ia das causas e não das funções.

Em verdade, o canto dos pássaros tem três

funções:

Repelir os rivais de seu território. Varias espécies animais são territorialistas; elegem uma determinada área, a qual defendem ardorosamente diante de eventuais rivais que tentem invadi-la. Muitos mamíferos demarcam seus territórios com urina, fezes ou secreções de glândulas situadas em determinadas regiões do corpo. Os pássaros canoros mantém seus rivais à distância por intermédio, do canto. Este mecanismo tende a evitar confrontos diretos que poderiam envolver lutas frequentes que, além do nsco, demandariam  um  gasto adicional de energia. A minimização  dos   conflitos   permite maior disponibilidade de tempo para a busca e ingestão de alimentos, bem como à alimentação mais eficaz dos filhotes, melhorando a chance de sobrevivência deles. Por outro lado, a probabilidade de se tomarem órfãos em função de brigas constantes envolvendo o pai, diminui.

Atração sexual às fêmeas, que implica em maior possibilidade de reproduzir-se e, consequen­temente, disseminar seus genes; as unidades fundamentais da hereditariedade.

Estímulo ao desencadeamento do processo reprodutivo da fêmea. Pesquisas demonstraram que os ovários das canárias iniciaram seu desenvolvimento quando elas passaram a ouvir a gravação do canto de machos da própria espécie, podendo desta forma, até chocar na total ausência deles.

A junção das três funções acima descritas pode propiciar, como resultado final, uma maior produção de filhotes dos machos que mais cantam, preservando seu material genético e gerando vantagem, em termos evolutivos, no processo de seleção natural. Cabe salientar que em cativeiro, a interferência do manejo aplicado pelo homem, minimiza os efeitos da seleção natural; mas na natureza eles são implacáveis.

Apesar dos distintos padrões comportamentais estabelecidos pelo mecanismo seletivo apresentarem mais vantagens do que desvantagens, estas podem existir. Se as desvantagens de um certo comportamento, sobrepujassem as vantagens, os indivíduos que o apresentassem teriam sido extintos. Nesta linha de rac\ocmio, o canto dos pássaros apresenta a desvantagem de torná-los alvos aos predadores. Mas, na análise da relação custo/benefício, os benefícios representados pelo mais elevado número de descendentes, compensam o custo da maior exposição à predação.

As funções do canto dos pássaros restringem-se às três abordadas. Qualquer outra que venha eventualmente a ser aventada, não passaria de mera especulação proveniente do desconhecimento do assunto. Algumas pessoas atribuem o canto mais melodioso e suave de alguns pássaros à tristeza por estarem, por exemplo, em cativeiro. Há um tempo atrás, a mídia veiculou uma propaganda contra a manutenção de pássaros em gaiolas, na qual o canto de um canário da terra era interpretado como a manifestação da angustia em face do confinamento. Campanhas contra a caça de aves silvestres são louváveis, mas é preciso cuidado para não transmitir à população informações desprovidas de embasamento científico e, consequentemente, falsas.

Já que me referi a um padrão comporta­mental bastante correlacionado com a atividade reprodutiva dos pássaros, encerrarei este artigo com uma breve análise da função de um comportamento pós eclosão, comumente observado por nós canaricultores. Trata-se da remoção das cascas dos ovos eclodidos para longe do ninho, tema outrora estudado por Nikolaas Tinbergen em gansos selvagens, mas cuja função estende-se à todas as aves. São três as razões deste comportamento:

As cascas com os fluidos remanescentes liberam odores, comprovadamente atraentes aos predadores de filhotes e de ovos não eclodidos.

Os fluidos remanescentes no interior das cascas podem servir como meio de cultura de microrganismos patogênicos, que infectariam os filhotes.

As bordas das cascas poderiam ferir os
delicados recém nascidos.

Concluo salientando que tudo na natureza tem causas e funções; nada existe por acaso. Há 3,8 bilhões de anos a vida iniciou-se no planeta Terra; desde então, os mecanismos da evolução, como a seleção natural, se encarregaram de garantir a sobrevivência daqueles que se adaptavam às inóspitas e distintas condições ambientais de cada recanto do globo. O repertório comportamental de nossos apreciados canários, por exemplo, é fruto de centenas de milhares de anos de evolução junto à natureza. Permitir-lhes que expressem o comportamento natural, através da concessão de espaço suficiente, instalações adequadas e companhia da própria espécie, é nossa obrigação; em respeito aos preceitos éticos e morais de uma sociedade que cada vez mais se conscientiza da senciência dos animais, que em suma, é a capacidade de sofrer, ou sentir prazer.

Literatura consultada

Alcock, J. . Animal Behavior, an Evolutionary Approach. Sinauer Associates, Inc., seventh edition, 2001.543 p.

Darwin, C.. AOrigem das Espécies. Ed. Martin Claret, 2004. 629p.

http://pt.wikipedia.org/wiki/etologia

Slater, P. J. B. . Essentials of Animal Behavior. Cambridge University Press, 1999.233p.


 

Вы узнаете его по "Игра монополия настольную скачать"красному цвету.

Потом Швейка взяли "А.н.радищев путешествие из петербурга в москву краткое содержание"под мышки и отвели "Стрельба из автомата калашникова игра"в отхожее место, где его "Скачать песни блатняк"попросили удовлетворить большую и "Скачать песню ты мой ангел"малую физиологические потребности.

Когда Фелим наконец "Скачать клипа потап и настя каменских"закончил свое повествование, Зеб не стал больше задавать "Севастопольские рассказы толстого краткое содержание"вопросов.

Начальник конвоя "Эдгар алан по произведения"совершенно растерялся и закричал на "Скачать драйвера realtek alc888"Швейка, чтобы тот заткнул глотку.

Мы видели вспышку "Анимированные обой на рабочий стол скачать"и слышали выстрел.

Испуганный вопль ирландца слился с веселым хохотом старого охотника.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

2017© Amgercal Indústria e Comércio Ltda.
Fábrica e Escritório Central:
RUA PADRE FRANCISCO ABREU SAMPAIO, 33
Chácara Bela Vista - Sumaré - SP - cep: 13175-560
Tel: (19) 3873-4161 / (19) 3803-2065 / (11) 97110-0585 Whatsapp
E-mail: vendas@amgercal.com.br
Site e Publicidade: Artware