Informação, Tecnologia e Qualidade a Serviço do Criador.

O portal feito para você e seu pássaro!

(19) 3873-4161 / (19)3903-2065 / (11)97110-0585

vendas@amgercal.com.br

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
  |    |   São Paulo - SP 

Mitos X Verdades na Canaricultura

mitos_e_verdadesMarcelo Maluf
Resta SOS 2008
Arquivo Editado Em 18 Abril 2010


Não somente sobre aspecto de manejo, mas tam­bém no que tange ao padrão de julgamento e aspectos de sanida­de dos canários.HAHAHHAHHA Vimos que exis­tem várias dúvidas que são co­muns a muitos criadores, e principalmente, dogmas que são re­passados de uns para os outros, de ano para ano, como verdades absolutas e não são, ou não apre­sentam comprovação prática ou científica. Relacionei algumas perguntas e as respondi, baseando­me em meu conhecimento com médico veterinário e juiz.

· Não posso pegar os ovos das canárias com as mãos, sob pena de gorá-los!

Podemos pegá-los com as mãos sem problema algum, observá-los contra uma fonte de luz para verificar a fecundação do mesmo e o desenvolvimento embrionário, trocá-Io por um indez ou sempre que necessário.

· Mito. A maioria dos criadores, escolhem as fêmeas, colocam nas respectivas gaiolas e logo em se­guida colocam os machos, sem problema nenhum.

o Mito. O papel da fêmea é bo­tar os ovos, chocá-Ios e criar os filhotes. Se os ovos não estão fecundados é porque, na maioria das vezes o macho não a esta fecun­dando, portanto é problema do macho. Muitas vezes pode ocorre que a fêmea não aceita seu par­ceiro, aí é outro problema e não reprodutivo. Em ambas situações, trocar o macho é ótima solução.

§ Verdade. A maioria das fême­as tratam de seus filhotes normalmente, não o fazem por esta­rem doentes, em ambiente inade­quado, mal alimentadas, ou o mais comumente observado, por doença da ninhada ou de um só indivíduo. É muito comum o cri­ador colocar em uma ama \"boa tratadeira\" o filhote rejeitado e a mesma seguir tratando dos seus e ignorar completamente o novo.

§ Mito. Você não o machucou, isso acontece com freqüência também com o dedo do pé sem anel. Infelizmente, é uma mal formação do dedo que fica voltado para frente. Colocá-Io para trás preso com esparadrapo por trinta dias é uma boa alternativa

§

Não consigo ser premiado no concurso de Vermelhos Lipocrômicos, acho que preciso dar mais Cata xantina! 

§ seleção dentro do planteI de pássaros mais vermelhos e aquisição de canários de boa qualidade nos permitiria resultados em concurso satisfatórios. 

§ Verdade. Os pigmentos con­tidos nas verduras, concorrem com a boa absorção da cataxanti­na, levando a uma má pigmen­tação dos canários vermelhos.

§ Verdade. Canários vermelhos não devem ser colocados no sol ao até mesmo próximo do mesmo.

§ Mito. Cada farinhada tem sua composição, mantendo um equilíbrio adequado dos nutrientes para uma correta alimentação das aves, misturá-Ias seria desequili­brar todas, e perder em qualida­de. O ideal é escolher uma e administrá-Ia, sem interrupções ou alterações.

§ Mito. Vitaminas, aminoácidos, são sempre encontrados nas boas farinhadas, portanto quem a oferece diariamente às aves, já ofe­rece esses nutrientes. A prescri­ção desses aditivos deve ser feita por veterinários e quando neces­sária. O uso abusivo pode levar à problemas.

§ Mito. Hoje em dia, esse tipo de cruzamento é feito normalmen­te pelos criadores. Recomenda-se apenas um pouco mais de expe­riência no acasalamento, os pás­saros criados apresentarão penas mais duras e poderão ter pluma­gem defeituosa ou aparecimento indesejável de \"schimmel\".

§ Verdade

· Mito. Ao desejar passar a qua­lidade genética, por exemplo, estrias mais largas de um pássaro com fator vermelho para um sem fator, o cruzamento gerará FI alaranjado, mas com os cruza­mentos seguintes com pássaros vermelhos obteremos proles vermelhas e com a característica ge­nética desejada. É lógico, que há a necessidade de experiência e maior numero de casais para esse melhoramento.

o Mito. A vitamina E desempe­nha um bom papel na redução de radicais livres, mas não foi provado que sua administração em doses maiores leva ao aumen­to de fertilidade.

§ Mito. Meu amigo tem alguns canários que estavam com o pé inflamado, vermelho, sem pisar adequadamente no poleiro. Ele passou uma pomada e colocou na água um antibiótico e todos melhoraram. Aconteceu o mes mo comigo, mas meus canários não melhoraram!

Muitos dos proble­mas que temos com nossas aves, às vezes apresentam os mesmos sintomas, mas o tratamento não pode ser o mesmo do colega. Isso devido, a variedade de agentes infecciosos que causam -os mes­mos sintomas. Devemos sempre ter auxilio de um profissional da área e sempre que possível sub­meter material para exames laboratoriais, afim de, certificarmos o agente correto.

§ Mito. O fulano provavelmen­te leva poucos canários para exposições ou concursos, não adquire novos exemplares, portan­to tem menos chance de trazer para seu criatório bactérias, fungos e outros agentes. Você leva muitos canários a vários tornei­os por ano, compra sempre no­vos exemplares de vários colegas, portanto, traz com freqüência, novos agentes infecciosos para o planteI. Desinfecção de poleiros, utensílios, grades e vasilhames, é sempre necessária, usando desinfetantes corretos, na dose, tem­po e freqüência certa.

 

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

2017© Amgercal Indústria e Comércio Ltda.
Fábrica e Escritório Central:
RUA PADRE FRANCISCO ABREU SAMPAIO, 33
Chácara Bela Vista - Sumaré - SP - cep: 13175-560
Tel: (19) 3873-4161 / (19) 3803-2065 / (11) 97110-0585 Whatsapp
E-mail: vendas@amgercal.com.br
Site e Publicidade: Artware