Informação, Tecnologia e Qualidade a Serviço do Criador.

O portal feito para você e seu pássaro!

(19) 3873-4161 / (19)3903-2065 / (11)97110-0585

vendas@amgercal.com.br

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
  |    |   São Paulo - SP 

"Recentemente o Meu Canário Desenvolveu na Pele..."

recentemente“Recentemente, o meu canário desenvolveu na pele, próximo das penas da cauda, uma massaA_Q_U_I___I_M_A_G_E_N_S enorme, com cerca de 2,5 cm, composta por um material esbranquiçado. Será um tumor? Estará em sofrimento?”

O seu canário apresenta um quisto das penas. O quisto das penas ocorre quando uma pena em crescimento é incapaz de irromper através da pele e começa a enrolar-se sobre si própria, dentro do folículo da pena. O quisto tem a aparência de uma massa ou inchaço na pele de tamanho variável. À medida que a pena vai crescendo sob a pele, a massa vai aumentando de volume, acumulando um material com um aspecto semelhante ao do queijo, composto por queratina, que pode ser espremido. Em caso de tumores de pele, que também podem ter o aspecto de uma massa, estes não são 'exprimíveis'.

O quisto das penas ocorre, sobretudo na altura da muda anual de penas e pode surgir de forma recidivante, sempre que ocorre a muda.

Os quistos das penas são comuns em várias espécies mas estão mais associados a canários, periquitos e caturras.

As causas sugeridas para esta condição são uma má nutrição devido a uma dieta incompleta ou trauma envolvendo o folículo da pena. Parece existir uma predisposição genética em algumas raças de canários, uma vez que famílias inteiras são afetadas por vários quistos.

Os quistos podem ser dolorosos para o animal, dependendo da sua localização. Se estiverem num local onde possam exercer compressão num nervo ou num órgão interno, podem causar danos sérios para o animal.

O quisto tratado através da sua remoção cirúrgica. Se o quisto for apenas aberto e removido o material do seu interior, a recidiva é comum. Mas se todo o quisto for removido, assim como a pele que o circunda, e suturado, os resultados são geralmente bons.

Para prevenir os quistos das penas, e uma vez que a nutrição parece ter importância no seu aparecimento, recomenda-se, sobretudo na altura da muda, o uso de proteína de origem animal como o ovo (triturado sob a forma de papa). Também podem ser usadas proteínas de origem vegetal, aminoácidos e lecitina. Desta forma, ocorrerá um crescimento mais suave da pena.

Em casos em que exista uma grande prevalência familiar de quistos, será melhor não usar esses animais para reprodução.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

2017© Amgercal Indústria e Comércio Ltda.
Fábrica e Escritório Central:
RUA PADRE FRANCISCO ABREU SAMPAIO, 33
Chácara Bela Vista - Sumaré - SP - cep: 13175-560
Tel: (19) 3873-4161 / (19) 3803-2065 / (11) 97110-0585 Whatsapp
E-mail: vendas@amgercal.com.br
Site e Publicidade: Artware