Informação, Tecnologia e Qualidade a Serviço do Criador.

O portal feito para você e seu pássaro!

(19) 3873-4161 / (19)3903-2065 / (11)97110-0585

vendas@amgercal.com.br

Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider
  |    |   São Paulo - SP 

Border - Criação

Manuel João Múrias

O Border é considerado uma raça robusta e de fácil criação, mas não será despropositado dizer

I_M_A_G_E_M__A_Q_U_Ique embora esse epíteto se encaixe dentro das características do Border, preferiria chamar-lhe Semi-Robusto.

Quem conhece o Border sabe que a fase de relacionamento entre macho e fêmea é um pouco demorada e que, se optarmos por um macho para duas fêmeas, geralmente só conseguimos 1 postura para cada fêmea ou, na melhor das hipóteses, 3 posturas nas duas fêmeas. No caso de uma fêmea para dois machos, será muito difícil tirar algum resultado. dizer que, embora esse epíteto se encaixe dentro das características do Border, preferiria chamar-lhe semi-robusto.

Devemos no início da época da reprodução conhecer os casais. Há aqueles que não apresentam quaisquer dificuldades no acasalamento, mas outros que demoram mais algum tempo na tarefa da reprodução. Neste caso deve ser administrado junto à água de beber um reforço vitamínico tipo AD3EC para estimular o sentido da procriação. Mal se inicie a postura, deve-se retirar este complemento vitamínico para não dar azo a novo acasalamento enquanto a ninhada ainda necessita de cuidados, evitando perder-se toda a ninhada.

Os princípios de acasalamento são aparentemente fáceis e lógicos: um Border intensivo com outro nevado. No entanto, há necessidade de corrigir pormenores, não devendo ficar-se pelo enlace tradicional. Por vezes deve-se, por qualquer motivo relacionado com a aproximação ao standard, cruzar um intenso com outro intenso e um nevado com outro nevado. Os frutos desse acasalamento serão, dentro das probabilidades, aves muito intensas de plumagem pouco aderente, no caso de intenso X intenso, e aves com uma plumagemdemasiado rala, fina em que a cor fica esbatida e pouco brilhante.

Por vezes destes acasalamentos geram-se aves de elevado interesse, quer como para exposição quer para criação. Podemos ter semi-intensos, filhos de intensos, que apresentem toda uma conjunção de qualidades, como também os “Bons nevados”, filhos de nevados que terão igualmente todas as qualidades para serem expostos.

Lembro que, numa criação, e pelo menos numa apreciação superficial, existem três tipos de canário, correspondendo cada um deles a um «factor»: 

O intenso, com plumagem aderente, pouco densa, com a cor de fundo forte que atinge todo o limite da pena. O nevado que é o canário que apresenta uma plumagem muito densa em que o schimmel, ou neve, bordeja as suas penas, não chegando a cor até ao seu limite. O mosaico, um canário em que há dimorfismo sexual, tem uma máscara, o peito manchado, os ombros e a rabadilha. O macho distingue-se pelas cores mais marcadas nestas zonas. É um canário da secção de cor.

O que é um semi-intenso? É uma ave descendente de pais intensos, mas que tende para o nevado. Será como que se o factor nevado se manifestasse no acasalamento de dois intensos, o que em termos de probabilidades será muito menor do que com um casal intenso/nevado. A coloração da pena tenderá para o limite.

O que é um “bom nevado”? Neste caso acontece o inverso. De dois progenitores nevados emerge o factor intenso, que não é muito freqüente. Fica uma ave com plumagem menos densa podendo revelar aspectos muito interessantes na sua apresentação em exposições. Haverá tendência a que se verifique certo schimmel muito subtil.


As vantagens de se conhecerem os descendentes devem-se ter sempre em conta para uma boa seleção. Uma árvore genealógica o mais extensa possível poderá ajudar a prever os resultados dos novos exemplares. No entanto, teremos que ter em conta que jogamos com probabilidades e que, para além dos resultados eventualmente previstos, até podem surgir novos fatores de interesse. 

Foto de intenso

Por vezes e no inicio da preparação de um bom plantel de Borders, costumo escolher aves que me pareçam completamente distintas. Assim com o decorrer do tempo terei bases para me encaminhar para um ideal, o meu ideal de Border.

À costumeira expressão de que os defeitos se revelam em detrimento das qualidades, acho, muito sinceramente, que é pura casualidade. Acredito, sim, que, se, por exemplo, uma ave com uma cabeça menos redonda embora todo o resto condiga com o desejado, logicamente não a irei cruzar com outra que tenha igualmente a cabeça menos redonda. Aí, sim, dois defeitos iguais juntos têm probabilidades de se revelarem nos descendentes.

 

Foto Nevado

Uma das coisas que me fascina na canaricultura é a surpresa. Existe uma grande vontade em perceber e dominar a Natureza, de substituí-la pela nossa mão. Mas tudo não passa de suposições. Que canaricultor não ficou admirado ao ver uma ninhada de pais sem grande valor, aquele casal que tinha ficado de lado, tirar campeões?

O Border reserva muitas surpresas, não mais do qualquer outra raça, mas de forma diferente. Com um porte calmo e dócil, com uma suntuosidade magnífica.

É bom deixar os Border criarem ano após ano, analisar geração em geração, tentar que no nosso canaril vão ficando os indivíduos que, organizadamente e com paciência nos permitirão obter os melhoresresultados. Aconselho vivamente a participação em exposições e mostras de aves, para os exemplares serem observadas pelos peritos que são os juízes de ornitofilia.

Foto foto de Semi-Nevado pormenor das pernas dorsais




Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

2017© Amgercal Indústria e Comércio Ltda.
Fábrica e Escritório Central:
RUA PADRE FRANCISCO ABREU SAMPAIO, 33
Chácara Bela Vista - Sumaré - SP - cep: 13175-560
Tel: (19) 3873-4161 / (19) 3803-2065 / (11) 97110-0585 Whatsapp
E-mail: vendas@amgercal.com.br
Site e Publicidade: Artware